Veja o quanto custou alguns itens em obra superfaturada de pequena sala que custou R$ 70 mil aos cofres da Prefeitura de Santa Luzia do Paruá

0
Secretária Lilian apresenta sala com itens de segunda linha mas que custaram "ouro"

Acredite se quiser, uma pequena sala com itens de segunda linha custou aos cofres públicos cerca de R$ 70 mil reais, em Santa Luzia do Paruá. Tivemos acesso ao contrato assinado entre a Prefeitura de Santa Luzia do Paruá e a empresa V MENDONÇA DA SILVA (CPNJ 05.067.915/0001-38), curiosamente de Codó assim com a empresa que fechou contrato para locação das tendas e tem estreita relação com Valderi Mendonça da Silva, uma espécie de “show man” que atua na área de produção de shows e eventos e quase nenhuma experiência com construções do porte solicitado, isso mesmo, a Prefeitura de Santa Luzia do Paruá contratou uma empresa que tem como atividade principal aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário, exceto andaimes e tudo na cara do Ministério Público. Valderir já foi alvo do Ministério Público no estado do Pará há tempos atrás. Vereadores luzienses ao tomarem ciência da situação, acionaram o órgão e até hoje esperam respostas contundentes. Há outros itens de segunda linha instalados no local que qualquer cidadão pode comparar in loco o preço de mercado com o exposto nos valores abaixo, como a torneira, o piso barato, dentre outros.

 

VEJA MAIS DETALHES DA TRAMA:

 

Esconderijo do mesmo ou melhor, local em que deveria funcionar a empresa V MENDONCA DA SILVA – ME, a fachada por sinal não indica que há no local uma empresa de construções.
Valderir, show man ou melhor produtor de shows responsável pela empresa acusada de superfaturamento.

 

Dados da empresa de Valderir envolvida na construção superfaturada da sala de R$ 70 mil

 

DETALHES DA PROPOSTA:

 

QUAL A SUA REAÇÃO COM ESSA NOTÍCIA?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui