Na luta contra o Coronavírus, Flávio Dino se recusa a reduzir ICMS sobre produtos de higiene como álcool gel, mascaras e desinfetantes

0

Ao contrario da medida tomada pelo Governo Federal, o governo do Maranhão tem evitado tocar no assunto que rege a redução da carga de impostos sobre os itens necessários no combate ao coronavírus.

A decisão do Governo Federal foi publicada em resolução do Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior. As alíquotas para os produtos listados ficarão zeradas até 30 de setembro de 2020. A decisão abarca dezenas de itens, entre eles álcool etílico com teor igual ou superior a 70%; desinfetantes; gel antissépticos; vestuários e acessórios plásticos de proteção; luvas e máscaras clínicas; artigos para uso cirúrgico; compressas; cateteres; respirados automáticos e termômetros.

Já no Maranhão, a história é outra, quando se fala em redução de impostos para baratear produtos, o governador Flávio Dino foge como fugiria o “Diabo da cruz”. O deputado Wellington do Curso (PSDB) protocolou uma indicação ao governador solicitando a diminuição do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços -ICMS, Dino já declarou aos mais próximos que irá evitar atender a solicitação feita, pelo menos por enquanto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui