Polícia Federal na cola de Duarte Junior e assessores responsáveis por perfil fake criado para atacar Wellington do Curso nas eleições 2018

0
Duarte Junior e Thiago Rios

Dados fornecidos pelo Facebook (dono do Instagram) revelaram o e-mail usado para abrir a conta fake, além dos dados como IP do dispositivo usado, o que ajudou a identificar Thiago Rios e sua esposa Christiane Portelada, ambos possuem vínculos empregatícios com Duarte Junior (envolvido em denúncias anteriores envolvendo fakes). Um dos perfis denunciados foi o chamado de “Wellington Discurso”, criado no Instagram em dezembro de 2016 aparentemente com o único propósito de desconstruir a imagem do tucano. Ele acabou sendo tirado do ar por decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), ainda em 2018.

Os assessores de Duarte tinham tanta certeza de que não seriam identificados que nem sequer deram ao trabalho de esconder os rastros, pelo contrário, agiram como amadores, o que facilitou e muito o trabalho da Polícia Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui