Crise no comércio local e prefeito com fama de caloteiro: conheça a realidade por trás da saída de jovens de Santa Luzia do Paruá

0

Desde a última semana mais de uma centena de jovens luzienses sairam de sua terra e se foram temporariamente de suas famílias para tentar ganhar um valor aproximado de R$ 1.200 reais por mês de serviço trabalhado, de um total de três meses de contrato com carteira assinada, em Santa Catarina.

A imagem que pra muitos retrata oportunidade, para outros serve pra mostrar como se encontra a verdadeira realidade: a economia luziense basicamente sobrevive do funcionalismo público e de pequenas empresas que investem na cidade.

Desde que assumiu o comando do município, o prefeito Plácido Holanda fez perpetuar sua fama de caloteiro e isto é o prefixo dado pelos próprios funcionários públicos que volta e meia precisam acionar a justiça ou expor publicamente as humilhações, para que algo seja feito na prática.

Sem ter oportunidades, os jovens que possuem coragem e disponibilidade decidiram tentar algo pra sair da inércia. Parabéns para eles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui